Feiras de negócios: estratégia para alavancar resultados

Feiras de negócios dão às empresas a oportunidade de aumentar o volume de vendas, expandir seus relacionamentos e se manter em evidência

Por Gabriella Ramos

Realizar grandes negócios investindo menos: essa é uma das propostas das feiras de negócios, setor que está em alta e não pretende sair de cena tão cedo. Somente em São Paulo, estima-se que essa categoria de eventos movimente cerca de R$16 bilhões em diversos setores da economia local. Em Campinas, a pulverização de benefícios se repete: a estimativa é que o turismo de negócios realizado na cidade impacte até 52 setores da economia.

Alexandra Caprioli, Diretora de Turismo da cidade, avalia o turismo de negócios como um dos pilares de desenvolvimento de Campinas. “O turismo de negócios e eventos não somente é relevante para a economia, como também está dentro das metas do governo e entre os pilares de desenvolvimento, que são: logística, o turismo de negócios e eventos, ciência, tecnologia e inovação e a área de defesa”, conta. “Recolhemos mais de um milhão de reais de impostos no ano só com os eventos, mostrando ser um recurso extremamente importante”.

Para as empresas, expor em feiras de negócios pode ser o caminho mais eficiente para buscar novos mercados, solidificar o que já foi conquistado e consolidar a marca no respectivo setor. A organização da Superpet, por exemplo, aventurou-se no mundo das feiras de negócios pela primeira vez em 2018, como conta a responsável pelo evento, Natália Miranda. “As feiras em geral costumam crescer de acordo com o tempo de existência, e é muito difícil um evento nascer grande como o nosso. Isso só foi possível graças ao histórico da empresa nesse mercado e à credibilidade dos nossos gestores. Foi um grande desafio, pois não tínhamos nenhuma experiência operacional com feiras, mas acreditamos que a segunda edição será muito mais fácil de executar”.

Para Natália, a crise exige que as empresas façam mais e melhor, em busca de um resultado igual, ou melhor, ao obtido em tempos de bonança. “Isso envolve criar mais oportunidades de vendas, e uma feira de negócios é essencialmente uma oportunidade pra abrir novas fronteiras e ampliar os resultados”, conclui.

Fabrício Mendes, da YES Showroom, concorda. Para ele, o cenário de crise aumenta a pressão por preço e instiga o instinto de sobrevivência nos negócios. “Para sobreviver e estar competitivo no mercado, com preços atraentes, é fundamental fazer boas negociações. Eventos como esse proporcionam a condição e o ambiente ideais para boas parcerias e negociações”.

Não faltaram boas parcerias e negociações na última edição do Showroom Yes, no Expo D. Pedro. “É impressionante o crescimento ano a ano e a resposta dessa região ao evento. A quarta edição do Showroom Yes Campinas quebrou mais um recorde de público. Tivemos 4.400 visitantes qualificados e mais de R$ 20 milhões em negócios futuros gerados para os fabricantes”, relata.

Denizart Vidigal, coordenador e realizador da FIIB – Feira Internacional de Irrigação Brasil, define a importância da participação das empresas em feiras de negócios com a famosa frase “quem não é visto, não é lembrado”. Na primeira edição da FIIB, que aconteceu em 2017, 90% dos expositores se disseram satisfeitos e demonstraram interesse em expor novamente em 2018. “Muitos expositores declararam que realizaram vendas importantes durante o evento. Paralelo à feira, apresentamos um ciclo de palestras e minicursos que foram muito concorridos, e tivemos que repetir alguns minicursos devido à grande demanda de interessados”, conta.

Em 2018, a estimativa é que o Expo D. Pedro receba um total de 11 feiras de negócios, que representam 17% dos eventos realizados no espaço.  A FIIB – Feira Internacional de Irrigação Brasil 2018 e o Hiper Feirão de Viagens Flytour 2018 são apenas alguns dos eventos de destaque para o segundo semestre deste ano.

Para Alexandra Caprioli, não faltam pontos positivos para a realização do turismo de negócios em Campinas. “Campinas possui um parque hoteleiro adequado, espaços de eventos, um ambiente de negócios favorável com boas empresas e tem todos os setores da economia disponíveis para a utilização dos nossos visitantes. Estamos em um entrançamento das seis rodovias mais importantes do país que circulam na nossa região. Além disso, há também o hub do Aeroporto de Viracopos. Temos um conjunto de fatores positivos que nos transformam em um destino extremamente competitivo”.

A Prefeitura de Campinas está em um trabalho contínuo para captar ainda mais eventos como esses, com propostas cada vez mais atraentes para os organizadores. “Nossa meta atualmente é trabalhar em uma lei de incentivo aos eventos que facilite a vida do organizador. Sabemos que hoje existem algumas dificuldades e alguns entraves de todas as ordens dentro da Prefeitura. Estamos com um grupo de trabalho dentro da Prefeitura com todos os setores que impactam os eventos (retirada de alvará através do Urbanismo, recolhimento de impostos através da Secretaria de Finanças, o próprio Turismo), estudando de que forma podemos ter uma lei que incentive os eventos da cidade”, conta Alexandra.

Os organizadores de eventos que realizaram feiras de negócios em Campinas se mostram cada vez mais dispostos a retornar com novas edições de seus eventos. “Estamos preparando uma edição maior em área de exposição, com o dobro de eventos paralelos e uma divulgação para o público selecionado reforçada – já iniciamos o trabalho de vendas e divulgação e já estamos colhendo ótimos resultados”, conta Natália Miranda, da Feira Superpet.

A segunda edição da FIIB, que acontece em setembro de 2018, também promete uma área de exposição maior, usando o mesmo formato com expositores, palestras e minicursos, priorizando a realização de negócios.  “Uma grande novidade é o XXVII Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem – CONIRD – que acontecerá dentro da FIIB este ano, em uma parceria com a ABID-Associação Brasileira de Irrigac?a?o e Drenagem”, diz Denizart Vidigal.

Já em junho de 2019, o turismo de negócios será movimentado pela próxima edição do Showroom YES Campinas. “Estamos pensando em uma programação atrativa para os participantes e em breve divulgaremos novidades”, diz Fabrício Mendes.

Como atingir bons resultados em feiras de negócios?

“Minha dica tanto para o expositor quanto para o lojista é: prepare-se! Planeje sua participação no showroom. Se você é um expositor, entenda quem está vindo para o evento e prepare a sua equipe de vendas. Se você é um lojista, analise com antecedência quem são os fornecedores que estarão no showroom, relacione aqueles que você já compra e aqueles que ainda não são fornecedores da sua loja”

Fabrício Mendes – Showroom YES

“Não basta estar com um estande bonito na feira. Os expositores de sucesso tinham uma equipe preparada pra atender e realmente realizar negócios ali, a equipe estava treinada e a oferta ao visitante era realmente atraente”

Natália Miranda – Superpet

“O expositor deve tomar cuidado com detalhes básicos, como a divulgação de sua participação para seus clientes e prospects, o treinamento de sua equipe comercial com diferentes níveis de conhecimento para receber os clientes durante os dias do evento, a decisão de quais produtos expor e, em quais condições comerciais, além do preparo de materiais de divulgação para o estande, sendo estes físicos ou digitais”

Denizart Vidigal – FIIB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *